Archive for janeiro \23\UTC 2011

“Eis que venho sem demora”

23 janeiro 2011

Você já parou pra pensar nessas palavras de Jesus? No último capítulo da Bíblia, Apocalipse 22, João enfatiza essa frase por três vezes. No versículo 7 e 12 Jesus diz: “Eis que venho sem demora”. E no versículo 20 Ele diz: “Certamente venho sem demora”. Pois é, mas ontem o pastor fez uma reflexão interessante. O Apocalipse foi escrito por volta do ano 60 d.C. Hoje nós estamos em 2011. São mais ou menos 1950 anos e Jesus ainda não veio! Se Ele vinha sem demora porque está esperando quase dois mil anos pra voltar? Um motivo é óbvio. Jesus, ao dizer que vem sem demora, está deixando todos em alerta para a Sua vinda. Já imaginou se Ele dissesse que voltaria no dia 19 do mês de setembro do ano de 2123? Como será que seria a nossa vida?

Mas outra coisa é interessante. II Pedro 3:8, 9 diz assim: “Mas, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia. Ele é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.” Ou seja, o tempo de Deus é completamente diferente do nosso. Enquanto nos parece que Jesus tarda a sua vinda, Ele está lá no céu trabalhando para que cada um de nós não se perca, mas tenha a vida eterna.

Porém ainda há um terceiro ponto importante. Jesus está muito perto de voltar. E se por acaso você, ou eu, morrermos hoje ou amanhã, essa será a volta de Jesus para nós. Jesus está vindo sem demora. Se Ele está esperando é porque alguém ainda precisa tomar partido do lado dEle. Só que o dia da volta de Jesus está chegando. E “queira você, ou não; Jesus vai voltar. Acredite você, ou não; Jesus vai voltar. Esteja você preparado, ou não; Jesus vai voltar.”

Anúncios

Desolação no Rio de Janeiro

14 janeiro 2011

Bom, para tirarmos um pouco das teias de aranha que cobrem o blog vamos comentar sobre a calamidade brasileira do momento. Você já parou e pensou em como as coisas aconteceram? Eu estava imaginando uma família em casa quando a chuva começou e todos eles comentaram: -“essa chuva está mais forte do que o normal.” Mas claro… é só uma chuva. Algumas poucas horas depois eles precisam sair correndo de casa porque a água está nos joelhos. Sei lá… acho que não tem como imaginar o que aconteceu de verdade naquelas cidades. Em um momento você está jantando com a família. Vinte e quatro horas depois a cidade que você conhecia não existe mais.

Até agora pouco eram mais de 530 mortos. Famílias inteiras morreram embaixo da terra. Famílias inteiras perderam suas casas. É extremamente triste ver os jornais e assistir as pessoas relatando que perderam tudo, não sobrou nada. Uma senhora disse que passou a madrugada inteira com a família dentro de casa, mas totalmente embaixo da água. Eles ficaram boiando próximos ao teto da residência. A imagem mostrou até onde a água foi. Era mais de 1,80m. São mais de 1000 pessoas desabrigadas e mais de outras 1000 desalojadas.

Pois é… E o que você e eu podemos fazer? Confesso que daqui de Porto Alegre ou de onde você está lendo este post provavelmente não podemos muita coisa. Podemos orar por todas essas pessoas e pelas pessoas que estão ajudando a amenizar a desolação. Mas a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem uma divisão que se chama ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais) e trabalha em locais com situações como essas. Ele tem experiência nesse tipo de calamidade. Por exemplo, eles estiveram presentes no Tsunami de 2004 na Tailândia e países próximos, no terremoto do Haiti no ano passado e muitos outros lugares, além de fazerem trabalhos assistenciais em cada igreja ajudando pessoas carentes.

A ADRA tem uma conta no banco Bradesco para onde você pode mandar a sua ajuda. Se você quiser ajudar mande para Ag 1125-8, cc 43493-0, em nome de Instituição Adventista Este Brasileira de Educação e Assistência Social. Para fazer doações através do DOC, o CNPJ da ADRA é: 73.686.370/0002-89. Só para atestar a ADRA como uma ONG séria, ela foi escolhida pelo governo americano para repassar a doação de 100 mil dólares que os EUA mandaram para as vítimas das enchentes. Você pode acompanhar a ADRA em seus trabalhos lá no interior do Rio de Janeiro através do twitter da mesma: twitter.com/ADRABrasil.