Archive for agosto \23\UTC 2008

Patriotismo Gospel

23 agosto 2008

Hoje não é 4 de Julho nem nada, mas se tem coisa que americano sabe fazer é música boa. Se for em homenagem aos EUA então, não tem nem graça. Os Estados Unidos têm logo no início de sua história uma forte ligação com o cristianismo, foram os protestantes ingleses que fundaram a America. Logo, patriotismo e religião se misturam e as músicas são agradecimentos e louvor a Deus. Não é a toa que vários cantores evangélicos as interpretam.

Para quem não sabe, o hino dos Estados Unidos se chama Star Spangled Banner. Um tempo atrás, a gurizada quarteteira e fã de vocais se dividia entre Take 6 e Accapella. Sempre havia os que defendiam um grupo e menosprezavam o outro. Nunca tive dúvida. Meu gosto é mais o estilo da negada. Aí embaixo existe um vídeo antigo, mas antigo mesmo, do final dos anos 80. Combinando com o post, o vídeo é do hino americano, bem no estilo tipo Take 6, aquele duvido que tu ache a tua voz

Conheci o Gaither Vocal Band bastante tempo depois do Take 6. Mas logo de cara, o inevitável aconteceu, virei um aficcionado. Também, me deparei com a maior dupla de tenores que já assisti: David Phelps e Guy Penrod. Nessa altura do campeonato, no vídeo, os dois ainda estavam juntos. America the Beautiful tem uma melodia linda, de vez em quando me deparo com ela na cabeça, e é sempre essa a versão de que me lembro.

A idéia inicial era postar duas versões de Star Spangled Banner, com o Take 6 e o GVB, para comparar dois estilos diferentes e bonitos da mesma música. Mas deixar America the Beautiful me pareceu muito infeliz. Sem contar que ainda temos tempo para muitos vídeos pela frente. Não encontrei um vídeo bom da versão, mas o áudio é o que interessa. Ele segue abaixo. Qual versão você prefere?

Política e Expectativa – Pequim 2

20 agosto 2008

Como sabem, Lula compareceu à cerimônia de abertura da Olimpíada de Pequim 2008. Voltou contente e satisfeito, como o colega Bush – que foi um pouco mais tiete que o brasileiro. Dizem que o companheiro se abalou com o futebol, no entanto, e sua decepcionante desclassificação para os hermanos. Resoluto, reuniu sua equipe na Granja do Torto para formular novas políticas de investimento em futebol, que tem passado por maus bocados. Deliberaram por vários minutos, até certo assessor mencionar alguma coisa sobre outros esportes.

Houve grande euforia entre os presentes com as propostas levantadas. Comenta-se nos corredores do Planalto, que o Brasil pode enfim sonhar forte em tornar-se uma nova potência olímpica mundial. Para Londres 2012, estima-se um aumento de 800% no número de medalhas de ouro. Em primeira mão, apresento uma definição retirada do release oficial produzido pela assessoria de imprensa do presidente:

Prioridade Nº1: Enviar comissário responsável pelo convencimento de atleta da natação americano conhecido por Michael Phelps a naturalizar-se brasileiro.

Pé frio?

Medalhas
Apesar de todas as quase-medalhas até agora, o Brasil ainda pode alcançar e ultrapassar a sua melhor marca em todos os tempos nos Jogos Olímpicos:

Passado/Pequim:
Ouro: 5 (2004); Prata: 6 (2000); Bronze: 9 (1996); Total: 15 (1996).
Ouro: 1 (Cielo); Bronze: 5 (Judô, Vela e Maratona Aquática); Total: 6.

Primeira Medalha Feminina da Vela

Maiores Expectativas:
Vela – Eterno Scheidt tem forte chance de bronze. (1)
Vôlei de Praia – Masculino pelo ouro e bronze, feminino: bronze. (3)
Futebol – Feminino disputa o ouro, masculino o bronze. (2)
Vôlei de Quadra – Chance de ouro no masculino e no feminino. (2)
Atletismo – Jadel no triplo e Maurrem Magi no salto em distância. (2)

Gaúcho de Cruz Alta, Fabiano Peçanha está na semi-final dos 800m

Somam 10 medalhas no total. Com elas, o total ultrapassaria a melhor marca de 1996, em Atlanta. O negócio é fincar os olhos no televisor e torcer.

Advertência contra o servir de fiador

20 agosto 2008

1 Filho meu, se ficaste por fiador do teu companheiro e se te empenhaste ao estranho,2 estás enredado com o que dizem os teus lábios, estás preso com as palavras da tua boca.

3 Agora, pois, faze isto, filho meu, e livra-te, pois caíste nas mãos do teu companheiro;4 não dês sono aos teus olhos, nem repouso às tuas pálpebras;5 livra-te, como a gazela, da mão do caçador e, como a ave, da mão do passarinheiro.


Biblia Sagrada l Provérbios l cap. 6


Série 5 minutos  ( num 28 )

Humildade e Orgulho – Pequim 1

19 agosto 2008

Sou brasileiro convicto, estou torcendo até por par-ou-ímpar na Olimpíada. As madrugadas estão nos engolindo e acordar babado e com o pescoço dobrado pelo sofá virou tradição. Sem contar que parece que o dia seguinte começa sempre mais cedo, o que é muito estranho. Esse cansaço é a parte ruim, mas se me perguntarem, prefiro viver isso aos 4 anos de abstenção que vão começar daqui a pouco.

Esse é o primeiro post sobre a Olimpíada. Como sabem, esse grupo é altamente esportivo. Por exemplo, se existisse em Pequim a competição de Caçador, um dos esportes mais difundidos mundialmente – aliás é uma total injustiça sua ausência, assim como do tradicional Nilcon – com certeza seríamos nós os representantes canarinhos. Vôlei não, porque alguns de nós ficam meio alterados.

Quem tem acompanhado as competições, tem se emocionado bastante. Uma das características marcantes, até o momento, é a humildade e simpatia de quem menos se esperava. O cara aí de cima, um tal de Phelps, não o David, é um guri parceria. Dá pra ver no sorriso do cara, no jeitão meio goofy, isso que o cara é simplesmente o maior atleta de toda a história das olimpíadas. Sabe quantos anos? 23. Outro americano (quem diria), Kobe Bryant, possivelmente o maior jogador de basquete da atualidade, passeia tranqüilo pela vila olímpica. Dizem que ficou uma hora conversando com um torcedor que pediu pra tirar foto com ele.

Para nós brasileiros, é um tanto triste assistir os jogos. Principalmente se você não sabe a quantidade, ou melhor, a falta de investimento e incentivo que nossos atletas têm de enfrentar muito antes de se depararem com qualquer adversário. Assistir uma derrota atrás de outra, pode parecer desastroso. Motivo de vergonha. Não é. Aliás, longe disso. Cielo é a exceção que confirma a regra. Cesão casualmente, treina nos Eua.

O começo dos jogos foi recheado de medalhas no tatame: Guiheiro, Ketleyn e Camilo. Apesar delas, nada emocionou mais do que um judoca que nem em disputa de medalha chegou. Quem assistiu a entrevista de Eduardo dos Santos logo após ser eliminado por uma controversa decisão dos juízes teve que se segurar. O novato em olimpíada surpreendeu pedindo desculpas em grande sofrimento.

Eduardo nos deixa com orgulho. Muito orgulho. Ele é a prova de que esse país ainda produz pessoas de alto nível. Capazes de enfrentar os obstáculos mesmo contra todas as probabilidades. Enfim, ele é mais uma exceção à regra. Os choros de Cielo e Eduardo têm causas bem diferentes, mas quem dera tivessem o mesmo efeito. Criar modelos de superação, responsabilidade e valentia. O Brasil precisa. Muito. Bem mais do que de medalhas.

Nosso Exemplo – 2

7 agosto 2008


Um evangelista como Cristo, não houve jamais. Ele era a majestade do Céu, mas humilhou-Se para tomar nossa natureza, a fim de chegar até ao homem na condição em que se achava. A todos, ricos e pobres, livres e servos, Cristo, o Mensageiro do concerto, trouxe as boas novas de salvação. Sua fama como o grande Operador de curas espalhou-se por toda a Palestina. Os enfermos iam para os lugares por onde Ele devia passar, a fim de para Ele poderem apelar em busca de auxílio. Para aí iam também muitas criaturas ansiosas de Lhe ouvir as palavras e receber o toque de Sua mão. Assim ia de cidade em cidade, de vila em vila, pregando o evangelho e curando os enfermos – o Rei da glória na humilde veste humana. 

 

Ellen G. White l A Ciência do Bom Viver l p. 22  

 

Série 5 minutos  ( num 26 )

A Verdade Segundo Gessinger

5 agosto 2008

As pedras falariam no fim dos tempos. As pedras rolando. Uma pedra que bate e rola. Já tentou traduzir isso para o inglês? Parece uma tentativa ridícula de relacionar a pedra bíblica ao famoso Rock’n’Roll. Parece, mas não é. O autor miserável desse post também considera essa uma idéia infeliz, apesar de curiosa.

No entanto, a idéia que a Bíblia – pelo que entendo – queria passar, é que pequenas frações da verdade, ou verdades que nem mesmo os santos estariam dispostos a proferir em alto brado, seriam divulgadas por meios muito inesperados. Como uma pedra, ou como um russo colocando versos bíblicos entre seus versos para milhões de jovens berrarem em seus shows lotados.

O irmão sentado no seu banco num sábado de manhã vai achar que eu estou à beira da blasfêmia. Será? Quantos desses milhões de jovens que ouviam Legião Urbana sabem cantar toda a letra dessas músicas, tendo essas palavras gravadas inadvertidamente na memória? No entanto a maioria deles, talvez, não estivesse disposto a ouvir um sermão do irmão sentado no banco – se é que um dia esse irmão resolveria se levantar de seu banco.

Não veremos nas prateleiras de uma livraria, por exemplo, um livro de capa dura com o título A Verdade Segundo Gessinger, no entanto o vocalista dos Engenheiros do Hawaii já escreveu: o preço que se paga às vezes é alto demais / é alta madrugada, já é tarde demais pra pedir perdão (…) e agora eu pago meus pecados / por ter acreditado que só se vive uma vez / pensei que era liberdade / mas, na verdade, eram as grades da prisão.

Não parece um texto bem apropriado para entrar nos ouvidos calejados de pessoas que tem a tendência de querer aproveitar a vida com intensidade sem pensar em suas conseqüências? Essas pessoas, até onde eu sei, não têm o costume de se juntar em festinhas ao som de música gospel. Se estamos no fim dos tempos ou não, é questão para outro post, mas as pedras não estão só falando, estão cantando.

Exortações da Sabedoria a obedecer ao Senhor

1 agosto 2008


1
Filho meu, não te esqueças dos meu ensinos, e o teu coração guarde os meus mandamentos; 2 porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz.
3 Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao pescoço; escreve-as na tábua do teu coração 4 e acharás graça e boa compreensão diante de Deus e dos homens.
5 Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento.
6 Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.
7 Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal; 8 será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos.
9 Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; 10 e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.

Biblia Sagrada l Provérbios l cap. 3
Série 5 minutos  ( num 26 )